Solução do Governo para resolver descargas de esgotos não é consensual

Posted by

FOTO DR

São de sentido contrário as reações das autarquias de Cantanhede e Mira após reuniões separadas, anteontem, com o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, sobre as descargas a céu aberto resultantes da sobrecarga da Estação Elevatória das Cochadas, na Tocha, no concelho de Cantanhede.
Por um lado, os autarcas de Mira transmitiram ao representante do Governo que não aceitam que o sistema hídrico do concelho seja usado para resolver os problemas de tratamento de efluentes dos vizinhos de Cantanhede.

Cantanhede mais otimista
Por outro lado, da parte da presidente da Câmara de Cantanhede não há “reservas a qualquer das soluções previstas, o que não queremos é uma ETAR com sistema de infiltração como a que chegou a ser equacionada para a freguesia da Tocha, pois essa sim teria impactos ambientais profundamente nefastos. Batemo-nos contra tal solução e felizmente que ela foi abandonada”, sublinhou Helena Teodósio relativamente a uma decisão que mereceu também o aplauso do presidente da Junta de Freguesia da Tocha, Fernando Pais Alves.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.