Propostas do PSD sem enquadramento orçamental na Figueira da Foz, afirma João Portugal

Posted by

João Portugal, líder dos deputados municipais do PS

O PSD apresentou um conjunto de propostas de desagravamento fiscal na Assembleia Municipal da Figueira da Foz para o Orçamento da Câmara de 2019, mas foram inviabilizadas pela maioria socialista. Os social-democratas propuseram reduções no IMI, IRS e Derrama.

Em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, o líder da bancada do PS naquele órgão autárquico, João Portugal, justificou o “chumbo” com a falta de contexto orçamental. “Essas três propostas podiam ter um impacto de 2,4 milhões de euros”, argumentou.

O seu homólogo do PSD, Teotónio Cavaco, faz uma leitura diferente do contexto. “Era importante darmos um sinal claro de que a câmara quer participar no regresso à vida normal das pessoas e empresas afetadas pala tempestade “Leslie”, advogou.

Informação completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.