Poliempreende quer cativar ideias no IPC

Posted by

DB-Carlos Jorge Monteiro

O Instituto Politécnico de Coimbra ( IPC) participa, pela 10.ª vez, no concurso nacional Poliempreende – iniciativa que valoriza ideias e planos de negócio. Os melhores podem ganhar prémios monetários e verem os seus projetos inseridos na incubadora de empresas INOPOL – Academia de Empreendedorismo do Politécnico de Coimbra.

Ontem, a apresentação da 16.ª edição do Poliempreende decorreu no auditório da Escola Superior Agrária de Coimbra, numa sessão onde foram premiados os vencedores da edição 2017/2018.

A coordenadora regional do Poliempreende, Sara Proença, frisou alguns dos aspetos que estão na base do concurso. “O Poliempreende, que nasceu em 2003, é a maior rede, no panorama nacional, de promoção do empreendedorismo no ensino superior politécnico. Tem como missão a promoção de uma cultura empreendedora através do desenvolvimento de projetos que estimulam a criatividade”, considerou.

Fase regional para escolas do IPC
A 1.ª fase do concurso é de âmbito regional, sendo destinada a participações das várias escolas do IPC. O projeto vencedor, numa segunda fase, vai concorrer, a nível nacional, com as ideias e projetos que foram selecionados nos vários politécnicos de Portugal (são 21 que concorrem).

O presidente do IPC, Jorge Conde, destacou a mais valia do concurso, considerando que os participantes têm muito a ganhar através da candidatura das suas ideias/planos.

Pode consultar a notícia completa na edição impressa desta quinta-feira, 6 de dezembro, do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.