Carlos Cruz: Uma família com marca Académica

Posted by

O amor por um clube de futebol pode atravessar gerações e ser uma paixão dentro de uma família. A família Cruz, em Coimbra, é um desses exemplos.
Tudo começou com Carlos Cruz que, aos 66, é médico de profissão e tem uma ligação muito forte ao clube dos estudantes. “Acho que este sentimento pela Académica já veio de dentro do ventre da minha mãe. Vivo próximo do Estádio Cidade de Coimbra e, quando era pequeno, sempre que este clube jogava eu tinha que lá estar”, confidenciou. O sentimento pela formação academista levou-o a praticar várias modalidades com o losango da Briosa ao peito. “Andava na escola primária e queria praticar um desporto na Académica. Com 10 anos, a única modalidade em que me podia inscrever era o atletismo. Todas as semanas ia, duas ou três vezes, praticar. O futebol só viria mais tarde. Fui para as escolinhas do professor Bentes, onde dei uns chutos”, revelou.
No ano em que ingressou na faculdade entrou para a direção do basquetebol da Académica. “Aos 17 anos entrei na faculdade e, nessa altura, o Álvaro Santos convidou-me para a direção do basquetebol”.

 

Notícia completa na edição impressa do dia 20 de dezembro de 2018

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.