Desemprego em Coimbra já começa a subir

Posted by

FOTO DB/PEDRO RAMOS

O número de desempregados, no concelho de Coimbra, subiu, no mês de setembro, atingindo um máximo de cinco meses. No entanto, face ao mês homólogo de 2017, há cerca de um milhar de pessoas a menos inscritas no Centro de Emprego. E, se compararmos com setembro de 2013, o número desce para menos de metade.

Os dados são adiantados pela Direção de Serviços de Estudos, Planeamento e Controlo de Gestão do IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional. Uma leitura mais ampla revela, já desde agosto, uma inflexão no número de desempregados inscritos no Centro de Emprego de Coimbra.

De facto, à semelhança do que acontece no país, parece ter parado a descida contínua que vinha acontecendo desde o início do ano. Uma diminuição que se traduziu, no concelho de Coimbra, no registo de valores historicamente baixos (abaixo dos quatro mil inscritos) nos meses de junho e julho.

Cabe dizer que setembro é, em regra, um mês de “alta”, nas estatísticas do desemprego. Por um lado, os professores não colocados “correm”, ciclicamente, aos centros de emprego, mantendo-se inscritos até terem lugar nalguma escola. Por outro lado, o abrandamento do ciclo turístico leva à dispensa de muitos trabalhadores sazonais que, por isso, “engrossam” as filas dos centros de emprego.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.