Opinião: Capital Europeia da Cultura 2027. A Conferência de Imprensa

Posted by

1. Candidatura mobilizadora, apaixonada e inclusiva
A Comissão abriu a Sessão afirmando que se pretende uma candidatura mobilizadora, apaixonada e inclusiva, em crescendo à medida que os trabalhos se desenvolvem.
E tão inclusiva será que na fase da candidatura poderá envolver a Região e alguns traços da Lusofonia ( são conhecida as ligações de Coimbra aos países lusófonos). Posteriormente, numa 2ª fase, após confirmada vencedora da Candidatura, como se espera, partilhará essa distinção com as cidades vizinhas suas irmãs (Aveiro, Viseu, Leiria, Guarda e Castelo Branco) através de programas e acções conjuntas. Será uma grande festa da Região Centro!
Entretanto a Comissão: -Dará conta pública e regular das actividades que se vão realizando através de Conferencias de Imprensa trimestrais
– Irá ao encontro das populações convidando-as a colaborar com ideias e trabalho, estando aberta a todas as entidades e pessoas que a ela se dirijam.
– E, por fim, faz um apelo sério aos Órgãos de Comunicação locais e nacionais: por todos os meios à sua disposição divulguem esta candidatura, dada a sua importância para o futuro da cidade e da Região.

2. Recolha de informação estratégica e operacional
Nesta 1.ª fase a Comissão tem procedido à recolha de informação pertinente, quer a nível estratégico quer a nível operacional.
A nível estratégico têm aprendido muito com os casos de sucesso, junto de capitais europeias da cultura que já o foram ou que estão prestes a sê-lo, não esquecendo a actual (La Valetta, Malta), estabelecendo uma rede vasta de ligações pessoais, experiências, formas de actuação e entreajuda.
Têm sido muito bem recebidos. Todos conhecem Coimbra. Admiram-se de ainda o não ter sido oficialmente, dada a sua reconhecida dimensão europeia e cultural, potenciada recentemente como Património Unesco, este ano com o sucesso na organização dos EUSA 2018 e agora como Região europeia da Gastronomia 2021.
-Já a nível operacional, a Comissão, começou por elaborar uma lista de 140 agentes culturais da Região, dos quais já ouviu 49. Tem constatado o seu entusiasmo e disponibilidade para trabalhar em conjunto neste importante projecto, na altura certa. Algumas já estão a fazê-lo.

3. Acções a nível estrutural
Os dois primeiros órgãos de natureza estrutural que estão a ser formados são: – O Conselho Consultivo do qual já fazem parte 34 personalidades dos mais variados quadrantes, como: António Sampaio da Novoa (embaixador de Portugal na Unesco), F. Seabra Santos (ex reitor da UC), Pedro Machado (Presidente da Região de Turismo do Centro) e de outros bem conhecidos como André Sardet, António Pimentel, Eugénio Anacoreta Correia, Jorge Castilho e Rui Vieira Nery.
Acreditamos que deste Conselho venham ainda a fazer parte alguns dos muitos “honoris causa” da UC como J. Claude Junker e Fernando Henriques Cardoso (que consideraram a UC uma referência incontornável a nível internacional), e naturalmente o PR Marcelo Rebelo de Sousa (um confesso apaixonado por Coimbra).
– Foi também anunciada a criação de um Conselho Cultural Regional cujos contornos não foram ainda bem definidos, formado por agentes culturais que constituirão o alicerce de um plano estratégico cultural.

4. A próxima CI aguardada com expectativa
Ao fim de quatro meses, não se podia exigir mais. Há muito trabalho desenvolvido, com qualidade e rigor, a nível do pensamento e das ideias.
Na próxima CI marcada para 4.Janeiro gostaríamos de começar a ver abordadas questões de carácter operacional, como:
– Para quando um plano estratégico global, incluindo prioridades, de acordo com o caderno de encargos da candidatura e o anuncio das primeiras equipes organizadas a trabalhar no terreno.
– Qual o envolvimento da CMC a nível orçamental? Segue o exemplo de Guimarães disponibilizando uma % significativa do seu Orçamento anual, ou tem outras ideias?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.