José Eduardo Simões perde mandato na AG da Federação

A mesa da Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol comunicou ontem a perda de mandato de delegado do ex-presidente da Académica/OAF, José Eduardo Simões, naquele organismo.
Depois de ter sido condenado, em 2013, pela prática de um crime de corrupção passiva, José Eduardo Simões foi aceite como candidato a delegado, para mandato 2016-2020, dado que foi entender, na altura, que o ilícito não tinha sido cometido no âmbito desportivo.
No entanto, o parecer nº 32/2017, de 19/01/2018, da Procuradoria-Geral da República (PGR), entendeu, na alínea a) do II ponto que “o ilícito pelo qual aquele sr. Delegado foi condenado, foi cometido “num contexto” e “no âmbito desportivo”, pelo que a “condenação penal (…) deve ser considerada como pertencendo ao âmbito desportivo, embora se trate de corrupção passiva comum e não contra a verdade desportiva”, colocando-se em consequência, o sr. Delegado, em situação de inelegibilidade”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.