“É uma oportunidade para pôr cobro ao campismo no Cabedelo”, defende João Ataíde

Posted by

Foto: Pedro Agostinho Cruz

O parque de campismo do Cabedelo, na freguesia de São Pedro, foi uma das vítimas da tempestade “Leslie”. Os prejuízos, segundo João Queirós, presidente da Federação Portuguesa de Campismo e Montanhismo , concessionária do espaço, rondam um milhão de euros800 mil de caravanas, autocaravanas e viaturas destruídas e os 200 mil de danos nas estruturas. Aquele dirigente considerou que os estragos mostram um “cenário gravíssimo”.

Valerá a pena recuperá-lo, tendo em conta que o início da requalificação do Cabedelo está para breve e a demolição do parque de campismo está incluída no projeto? “É isso que vamos tentar perceber, porque as obras públicas demoram muitos anos”, respondeu João Queirós ao DIÁRIO AS BEIRAS.

“É conhecida a minha posição: sempre achei que aquele não é o local adequado para ter um parque de campismo. E com esta questão das alterações climáticas, mais se justifica que não seja retomada a atividade de campismo naquele sítio”, defendeu o presidente da Câmara da Figueira da Foz, João Ataíde, em entrevista ao DIÁRIO AS BEIRAS.

Informação completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.