CHUC está a marcar ressonâncias para dezembro de 2019

Posted by

Os atrasos na realização de exames de ressonância magnética no Centro Hospital e Universitário de Coimbra (CHUC) chegam a ser superiores, em alguns casos, a um ano e meio, denunciou ontem a Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos.
“O equipamento do polo dos Hospitais da Universidade de Coimbra está obsoleto, com mais de 15 anos, o que provoca constantes avarias e já não tem capacidade de resposta para auxiliar o diagnóstico atempado de patologias que atingem os órgãos e tecidos de todo o corpo”, refere a estrutura, em nota enviada à comunicação social.
Excluindo os pedidos considerados mais urgentes (essencialmente patologia tumoral), a secção regional refere que os exames de ressonância magnética gerados na consulta externa do CHUC estão a ser marcados para dezembro de 2019, no caso de exames de neurorradiologia (principalmente de patologia da coluna/radicular e esclarecimento de cefaleias), agosto de 2019, nos exames de corpo do Hospital Pediátrico (essencialmente patologia músculo-esquelética), e, também para agosto de 2019, nos exames de corpo de adultos.
“É muito grave o que está a acontecer. Acresce a esta chocante inoperacionalidade o facto de o equipamento do Hospital dos Covões sofrer constantes avarias (já mais de mês e meio de paragem este ano)”, denuncia o presidente da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, Carlos Cortes, citado no comunicado.

Notícia completa na edição impressa de hoje

One Comment

  1. maria neves says:

    Porque não há urgência. A mim marcaram-me uma com Urgência no dia 25 de Janeiro deste ano para 25 de Janeiro de 2019…Porque era urgente! As demais, podem demorar ano e meio, NÉ???

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.