Académica: Drama e os sete

Colapso total. A Académica sofreu, ontem, uma das piores derrotas a que o Estádio Cidade de Coimbra já assistiu. Foram sete! Sim, leu bem caro leitor. Sete, os golos que entraram na baliza dos “estudantes” e testemunhados pelo fiel público do Calhabé.
Depois de uma semana conturbada, marcada pelo despedimento do técnico Carlos Pinto e pela eliminação da Taça de Portugal, aos pés dos modestos Pedras Salgadas, a Briosa conheceu mais um episódio negro da sua história recente ao ser derrotada por 7-2, frente ao Estoril. A manhã solarenga estava convidativa e o público foi-se aglomerando junto ao estádio, naquele que se previa um encontro animado para os adeptos da Briosa. Assim não foi.
Mas vamos ao jogo…. Desastroso é, possivelmente, um eufemismo que não descreve a plenitude da penosa prestação da Académica, na primeira parte. A defesa foi um “corredor” para os atacantes estorilistas, o meio-campo não conseguiu ter bola e o ataque, esse, resumia-se a (desinspirada) ações individuais.

 

(Texto completo na edição de impressa)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.