40 por cento dos formandos no IEFP de Coimbra encontram emprego mal concluem o curso

FOTO DB/PEDRO RAMOS

Analisada toda a oferta formativa do Centro de Emprego e Formação Profissional de Coimbra, chega-se à conclusão que quatro em cada dez formandos encontram emprego mal concluem os cursos.

Os dados são do próprio centro que aponta para uma taxa de empregabilidade perto dos 100 por cento em formações como Soldadura, Frio e Climatização, Informática, Design Gráfico, Geriatria, Logística, Cozinha, Cabeleireiro ou Esteticismo. Nestes cursos, quase todos os alunos têm um emprego à sua espera, sendo que muitos arranjam trabalho nos meses seguintes.

A componente prática das formações – os cursos incluem período de estágio em contexto laboral – e o facto do mercado de trabalho ter um “grande défice” de quadros técnicos informáticos fazem com que boa parte dos formandos que passam pelo Serviço de Formação Profissional de Coimbra encarem a experiência com um sorriso no rosto e boas perspetivas futuras.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

  1. Zé da Gândara says:

    O ministro da Propaganda do Saddam Hussein deixou escola 🙂

  2. Poortugues says:

    E quanto tempo duram essa empregabilidade para além do tempo dos subsídios?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.