Opinião: O mundo a semana passada – A GEOPOLÍTICA da semana

Posted by

16 Set DOMINGO HAVANA O Presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, considerou que as relações entre Havana e Washington sofreram um recuo com a entrada do homólogo norte-americano, Donald Trump, na Casa Branca. “Queremos diálogo, mas tem de ser entre iguais e que nos respeitem, e que a nossa independência e soberania não sejam condicionadas porque não aceitamos imposições e não estamos dispostos a fazer concessões”, disse o novo chefe de Estado cubano, em entrevista à estação de televisão Telesur.

17 Set SEGUNDA MOSCOVO A Rússia responsabilizou Israel pelo abate de um dos seus aviões Ilyushin II-20, com 15 pessoas a bordo, pelo sistema de defesa antiaéreo Sírio. O Ministério da Defesa russo acusou os caças israelitas, e classificou o sucedido como uma “provocação intencional”. No entanto, Vladimir Putin já veio dizer, posteriormente, que aconteceram uma sucessão de circunstâncias trágicas. O avião russo abatido ao largo da Síria, por um míssil sírio, que supostamente seria para abater um dos caças israelitas que, sistematicamente, atacam o território sírio.

18 Set TERÇA TIANJIM O comissário europeu Carlos Moedas, com o pelouro da investigação, ciência e inovação, reconheceu que o pior que se pode fazer é entrar em guerra comercial com a China. Carlos Moedas que presidiu à reunião Anual de Novos Campeões, conhecida como Davos de verão, na China, afirmou que a guerra comercial entre os EUA e a China pode ser uma grande oportunidade para a Europa. Lembramos, que o Presidente dos EUA, anunciou taxas alfandegárias num valor total 170 mil milhões de euros sobre as importações oriundas da China.

19 Set QUARTA S.PAULO O ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, divulgou uma carta aberta, onde pede a união dos candidatos “que não se aliam a visões radicais”. A referida carta, embora não especificando os candidatos, tem objetivamente como alvos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). O ex-presidente enfatiza o drama do Brasil no quadro atual, onde parece não existir qualquer tipo de coesão política. As eleições realizar-se-ão a 2 de outubro próximo.

20 Set QUINTA SALZBURGO Os chefes de governo da União Europeia reunidos na Áustria, sob a liderança o chanceler Sebastian Kurz (que assume atualmente a presidência rotativa da UE), avançaram com uma proposta, no sentido de solicitar uma negociação com o Egito e outros países do norte África, para que contenham o fluxo migratório para a Europa, proveniente daquele continente. A proposta ocorre após Kurz e o presidente do Conselho da UE, Donald Tusk, visitarem o Cairo para dialogar com o presidente egípcio.

21 Set SEXTA BISSAU A China anunciou um apoio de 25 milhões de euros para uma infraestrutura na Guiné-Bissau. O país de Xi Jinping vai financiar a construção de uma estrada de acesso à capital da Guiné-Bissau, no âmbito de um acordo hoje assinado com a presença do embaixador chinês, Jin Hongjun. O facto é que este projeto é um primeiro troço da estrada que a China pretende construir ao longo do litoral da África Ocidental, e que se insere na sua política expansionista para África.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.