Opinião: Escritores portugueses nos Estados Unidos

Posted by

Onésimo Teotónio Pereira esteve na Biblioteca da Figueira em maio passado, para lançamento do livro “Despenteando parágrafos”, uma observação humorada e provocadora da realidade portuguesa. É professor na Universidade de Brown, Providence, Rhode Island, entre outras cátedras.

Neste momento, em que os Estados Unidos são motivo, causa e objeto de tanto noticiário, gostaria de referir que a literatura de expressão portuguesa tem muitos cultores nos Estados Unidos. Na poesia citarei Teresinha Alves Pereira, Joaquim Azevedo Baiona, José Joaquim Baptista Brites, José Luís Neves Pereira da Silva, Lina Gadelha, Alfred Lewis, Charles Perrone, Viriato de Resendez, Urbino Ferreira, entre muitos. Nascidos de Portugal ao Brasil.

Nunca poderemos esquecer que John dos Passos, um dos maiores escritores norte-americanos tinha sangue português. Há um milhão e meio de portugueses e seus descendentes no país de Herman Melville, Mark Twain, Henry Miller, Faulknner, Updike, Sa Linger, Philip Roth, Paul Bowles, Steinbeck, Edgar Allan Poe, Lovercraft…

São dezenas e dezenas de autores que me ajudaram a entender o mundo, o ser humano, a justiça, a exploração, a segregação, a aventura. Muitos dos nossos emigrantes, a maioria, não os leu. Assim como a maioria dos norte-americanos, filhos de um país ainda à procura da sua identidade. Mas eles existem, estão à nossa espera.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.