Opinião: EB1 Cantanhede Sul reabre portas de “cara lavada”

Centenas de pessoas – entre estudantes, encarregados de educação, professores e técnicos auxiliares – reuniram-se, ontem, na EB1 Cantanhede Sul, para testemunhar o resultado final da obra que requalificou aquela estrutura. Uma escola de “cara lavada” foi o que a comunidade educativa encontrou quando, Helena Teodósio, presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, e a sua equipa levantaram o “véu”.
O entusiasmo foi generalizado, num encontro em que pais, alunos e docentes não conseguiam esconder a satisfação pela reabertura do espaço, encerrado nos últimos dois anos. A obra acabou por ser mais demorada do que se perspetivava, porém, 716 mil euros depois, ninguém ficou indiferente às “grandes melhorias”.
Os grandes beneficiados serão, naturalmente, os cerca de 135 alunos, distribuídos por seis turmas, bem como o corpo docente e os funcionários, que há muito reclamavam pela obra e que, nos últimos dois anos, foram “deslocados” para as instalações da antiga escola primária de Cantanhede.

 

 Notícia completa na edição impressa do dia 15 de setembro de 2018

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.