Opinião: Coimbra – Cidade Mobilidade

Posted by

Quando na quinta-feira passada os transportes públicos da minha cidade recebem um prémio de destaque na Lisbon Mobi Summit 2018, pensei como se dá pouco valor ao que temos, ao esforço e à opção política de dar a Coimbra transportes públicos de qualidade, a custo acessível e ao nível das melhores capitais europeias.

Este prémio ganha outras dimensões após uma reflexão mais atenta. Primeiramente, por se tratar de um serviço municipal financiado exclusivamente pela Câmara de Coimbra, ao contrário do que acontece em Lisboa e Porto. Depois, porque vimos de um contexto em que o investimento nos SMTUC e na renovação da sua frota, só a título de exemplo, foi totalmente deficitário na primeira década deste século.

Por último, porque nem o cenário de crise financeira e de restrições do governo PSD/CDS ao poder local, se refletiu na contínua aposta do executivo municipal socialista que, desde 2013, tem vindo a assumir o custo social de transportes e a renovação da frota como uma prioridade.

Falando de números: anualmente o investimento da autarquia nos SMTUC é superior a 9 milhões de euros; até ao ano passado a CM Coimbra reforçou a frota com mais de 30 veículos; o que corresponde a um investimento superior a 3 milhões; haverá 8 novos autocarros elétricos e outros 2 miniautocarros elétricos num investimento de mais 5 milhões; e ainda a aposta nos troleicarros, que estão no centro da estratégia de descarbonização dos transportes de Coimbra.

Muitos pedirão mais investimento e argumentam que com concessões e privatizações tudo fosse melhor. A verdade é que o esforço da autarquia socialista em manter este serviço público, de qualidade, a preços acessíveis e cada vez mais confortável, fiável e moderno é imenso e visível.

Não poderia deixar de referir nesta reflexão a aposta nos painéis informativos em tempo real, o wifi gratuito, a parceria com a Stratio (uma empresa de Coimbra) que prevê desgastes mecânicos e que já permitiu uma poupança superior a 50 mil euros em manutenção de autocarros, e, ainda, a nova aplicação Move.Me, que vai colocar as rotas simplificadas para todos.
Pois bem, para além de tudo isto, ainda há mais para nos orgulharmos.

A política social da Câmara liderada pelo PS implementou passes sociais para reformados e desempregados, descontos para famílias e estudantes do ensino superior e o passe escolar gratuito para todos os alunos do ensino obrigatório. Sabia, por exemplo, que um residente do município de Coimbra, que receba Rendimento Social de Inserção tem direito a um passe de 1€?

Por fim, vemos uma CMC a comemorar a Semana Europeia da Mobilidade com investimento em requalificações para circulação pedonal, da minha alta e baixa e de Celas até à Praça da República. Vemos a aposta em ciclovias, que prevê 14km de via. Vemos preocupações com a mobilidade para todos.

Estamos, sem dúvida, no caminho certo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.