Opinião: Às vezes até os tolos têm razão

Posted by

Ant

O Costa tem razão! Ah, pois tem.

Então o nosso Primeiro borrifou-se para o Protocolo e apareceu de calças de ganga ao Presidente angolano, que o esperava com guarda militar e honras de Estado, e caíram logo o Carmo e a Trindade!?

Que pindéricos, vocês, amantes da tradição e seguidores dos costumes! E amnésicos, bem se vê (isto foi praga do Vieira, com certeza… puseram-se a troçar da falta de memória do rapaz e a providência encarregou-se de espalhar a maleita). Então o Costa, homem arrojado e habilidoso, não disse há muito ao que vinha!? A tradição já não é o que era, senhores, deu há muito lugar à Geringonça. E o Mestre da artimanha desdisse o povo e mostrou que pode ser lobo sem lhe vestir a pele.

Então que moda é essa agora, farpelas à antiga, sapatinho a brilhar, garrote ao pescoço e tudo o mais? Trapos são trapos e os dress codes estão fora de moda, senhores. Essa mania da fatiota a condizer e cinto a fazer pandã mais parece cisma do tempo da outra senhora. Que piroseira!

As últimas tendências impõem um imenso à-vontade, calças de ganga e lenço na cabeça, bermudas desfiadas e chinelos de dedo, ou minissaia e tamanquinhos. Vale tudo! O que é preciso é pose, confiança, como diz o Ronaldo.

O clássico compostinho, com casaco de alfaiate e sapato impecável, penteadinho e bem-apessoado, está fora de moda, absolutamente démodé. O que está a dar é o Estilo Celeb, descontraído, chic style.

Está na berra um Ken moderno, com um metro e oitenta de altura, carinha laroca, sorriso espontâneo e olhar penetrante, capaz de exibir confiantemente bermudas militares e camisetas havaianas, calças descaídas e gorros até ao nariz, crocs azul bebé e pijama de cetim, ciente de que qualquer farrapinho lhe assenta como uma luva.

O problema, António, é que tu não te pareces nada com o namorado da Barbie. Tu és baixote, gordinho e desengraçado. E por isso não dispensas o fatinho completo, cortadinho à maneira, de algodão, linho ou popeline, liso, riscado, em espiga ou axadrezado. Deixa lá a ganga, a bombazina, ou o burel, para os dias de folga, e guarda os sapatos de vela para os passeios domingueiros à beira-mar.

Aqui entre nós, até o Maduro largou o fato de treino para as cerimónias oficiais (para isso e para os jantares de luxo, enquanto o povo vai morrendo à fome).

E lembra-te do Bruno de Carvalho que “revoltado e desapontado de forma extremamente grave” mandou o Marco Silva às urtigas e despediu-o com justa causa por não ter usado o fato oficial.

Eu, no teu lugar, à cautela, encomendava uns trapinhos da Fashion Clinic, encolhia a barriguita e, aí sim, mandava umas fotografias à socapa para o Passadeira Vermelha, de preferência a fazer jogging como o Zé.

Bem, voltemos ao que importa!

Trapos são trapos, farrapos, linhas e botões, golas, bolsos e entremeios, enfeites, adereços, atavios. E por isso, em boa verdade, tu até podias pavonear-te de ganga, sem gravata nem sapatinho de berloques. Podias mesmo chinelar por aí, de carteirinha à cintura, à anos 80, ou usar uma saia escocesa e um bolero de crochet.

Podias, sim, António. A malta perdoava-te a falta de gosto para a roupa. O que a malta já não aguenta é a incompetência generalizada, a aldrabice pegada, a traição despudorada, o cinismo aterrador, o descaramento manhoso, a trapaça crescente, a conversa fiada.

Por isso, António, troca já o guarda-roupa ou um dia destes mudamos nós o manequim. Olha que o Bruno anda por aí à solta e é craque em renovações de equipa. Às vezes, como dizia o outro, até os tolos têm razão. E quem te avisa teu amigo é!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.