Misericórdia de Coimbra investe nos apoios aos jovens e à terceira idade

A Santa Casa da Misericórdia de Coimbra comemorou ontem 518 anos de existência, reunindo centenas de pessoas, entre dirigentes, parceiros, colaboradores e amigos da instituição. A cerimónia ficou marcada pelo anúncio de dois projetos que prometem reforçar os serviços prestados pela Misericórdia de Coimbra em valências como o apoio a idosos e a jovens acolhidos.
O Centro de Apoio à Terceira Idade (CATI), em São Martinho do Bispo, valência da Santa Casa de Coimbra com capacidade para 90 utentes em lar, 30 em serviços domiciliário e 20 em centro de dia, será alvo de obras de requalificação e ampliação.
O investimento inicial, sujeito a candidatura a fundos comunitários que deverá ser aprovada “a qualquer momento”, só prevê a renovação do edifício onde funciona o centro, sendo que o património pertence à Segurança Social. Esta requalificação custará cerca de 1,5 milhões de euros e pretende “melhorar significativamente” as instalações e serviços do CATI.
“Já está tudo encaminhado para a CCDRC e devemos receber a resposta à candidatura muito em breve”, confirmou o provedor da Misericórdia de Coimbra, José Vieira.
Posteriormente, a instituição quer avançar para a ampliação do espaço, num projeto que deverá custar mais 1,5 milhões de euros.
A somar a esta estratégia, junta-se o processo de reconstrução de quatro apartamentos de autonomização num edifício que se encontra devoluto na rua do Colégio Novo, junto à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Os apartamentos serão destinados a jovens em risco, integrados na casa de acolhimento da Santa Casa.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.