Estudantes estrangeiros dizem que UC é “mais organizada”

DB-Carlos Jorge Monteiro

“É muito diferente da minha universidade, para melhor, estou a achar tudo mais organizado e as pessoas muito disponíveis”. Isabella Sangermano, 22 anos, acaba de chegar a Coimbra. Vem de Itália para estudar Medicina. Também para o chileno Tomas Valenzuela, que vai frequentar o quinto ano de Arquitetura, “a hospitalidade e o ambiente da cidade” são pontos a destacar. Ambos participaram ontem numa das várias sessões de acolhimento aos alunos internacionais que a Universidade de Coimbra (UC) preparou.

Ao todo são 1400 os novos alunos estrangeiros. A sessão de ontem, no departamento de Matemática, deu as boas-vindas a cerca de uma centena das mais variadas origens, desde a China à Turquia. Decorreu em inglês e os alunos ficaram a conhecer a UC e a cidade. Num pequeno vídeo inicial, estudar em Coimbra é considerado “uma aventura”. Desde as bibliotecas aos serviços médicos, os recém-chegados percebem a que serviços podem aceder. Um elemento do departamento de Relações Internacionais da UC faz, depois, a apresentação das formalidades necessárias e até da cidade que é anunciada como “segura e muito envolvida com a universidade e os seus estudantes”.

Pode consultar a reportagem completa na edição impressa desta sexta-feira, 7 de setembro, do jornal Diário As Beiras.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.