Encontro Fora da Caixa destaca centralidade de Coimbra na saúde

A centralidade de Coimbra na área da saúde foi o destaque transversal nas intervenções a que o Teatro Académico Gil Vicente assistiu ontem na 20.ª edição dos Encontros Fora da Caixa. A iniciativa organizada pela Caixa Geral de Depósitos teve como tema “Cluster da Saúde e Novas Tecnologias” e contou com a intervenção de personalidades ligadas a várias dimensões da inovação em saúde em Coimbra.
Paulo Barradas Rebelo, CEO da Bluepharma, farmacêutica de Coimbra, sublinhou que o acesso a mão-de-obra qualificada é uma razão para esta empresa com cerca de 100 cientistas estar na cidade.
Por seu lado, Silvério de Sousa Mendes, CEO da Take the Wind, sublinha que estar em Coimbra é efetivamente uma vantagem e refere ainda a centralidade geográfica da cidade, que permite a realização de deslocações em pouco tempo. A empresa nascida no Instituto Pedro Nunes (IPN), em Coimbra, produz simulações virtuais de atos médicos para treino de profissionais e chegou a trabalhar com a Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.
Catarina Resende Oliveira, da Direção da Unidade de Inovação e Desenvolvimento do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), referiu o ecossistema na área da saúde que existe em Coimbra e na região Centro, que vai desde o ensino superior a empresas na área da saúde.

Obstáculos à inovação
e indústria
Se organizações como a Bluepharma se queixam de alterações constantes à legislação e de excessiva complexidade na obtenção de licenciamento industrial, barreiras à entrada na área farmacêutica, refere Paulo Barradas, Silvério de Sousa Mendes reivindica que o Estado distribua financiamento para a inovação junto das empresas, porque, defende, “as empresas é que são os implementadores da inovação” e que discrimine de forma positiva as que inovam e arriscam. Peso fiscal e falta de benefícios neste domínio são fatores negativos para o CEO da Take the Wind.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.