Coimbra revive sabores e artes dos finais do século XIX

FOTO DR

Centenas de participantes animam o Parque Manuel Braga durante este fim de semana. Iniciativa decorre em parceria com o Grupo Etnográfico da Região de Coimbra

O parque Dr. Manuel Braga acorda, hoje, ao som de pregões como os de antigamente. Durante este fim de semana não faltarão o cheiro do café acabado de fazer, o sabor da doçaria caseira e as cores dos brinquedos a lembrar tempos de outras meninices.

Esse é, aliás, o objetivo da iniciativa “(RE)viver”, que se realiza este ano pela primeira vez, numa organização que pertence à União das Freguesias de Coimbra (UFC) em parceira com o Grupo Etnográfico da Região de Coimbra (GERC).

“Queremos transmitir aos mais novos as artes e ofícios da região, as tradições de antigamente, fazendo com que os mais velhos as revivam. Este é um evento para todas as idades e também por isso, vamos organizar um almoço intergeracional gratuito para os moradores da freguesia [que se realiza hoje]”, disse ao DIÁRIO AS BEIRAS João Francisco Campos, presidente da União das Freguesias.

Ao todo, serão mais de 300 participantes quer animarão o Parque Manuel Braga que, neste fim de semana, estará “decorado” com elementos relativos ao final daquele século e onde não faltarão os carros de bois, as tendas, as bicicletas pasteleiras e os pipos, bem como os participantes estarão vestidos com fatos que se usavam naquela época.

No evento, está mesmo prevista uma zona dedicada ao Mercado de Ofícios e Artesanato. “Um espaço onde, para além do oleiro, sapateiro e ferreiro, haverá ainda um espaço dedicado à mulher e às suas vivências no mercado rural”, refere a organização.

Notícia completa na edição impressa de 8 e 9 de setembro

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.