Burlados no pagamento do sinal de arrendamento da casa de férias

Posted by

Um homem de 38 anos e uma mulher de 36 anos começam esta semana a ser julgados em Coimbra pela prática, em coautoria material, de dois crimes de burla qualificada. Os factos ocorreram em 2015, ano em que decidiram inserir num sítio da internet um anúncio a publicitar um apartamento para férias (T3) na Praia da Rocha, em Portimão.

A publicação, de acordo com a acusação, indicava as comodidades disponíveis da habitação e, para chamar a atenção dos interessados, indicavam um preço abaixo daquele que era praticado à altura.

A primeira vítima foi uma senhora que, no mês de fevereiro desse ano, acertou com os arguidos pagar a quantia de 600 euros por três semanas de utilização deste apartamento (período entre 25 de julho e 15 de agosto).

Para confirmar a reserva, a mulher teria de transferir 175 euros, no imediato, e 100 euros, poucos dias depois. O restante seria pago no dia em que iniciaria as três semanas de férias. Os dois primeiros pagamentos foram efetuados nos prazos definidos, mas a ofendida nunca mais conseguido falar com o casal.

Toda a informação na edição impressa do DIÁRIO AS BEIRAS do hoje, 24 de setembro de 2018

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.