Usar pele de peixe para tratar queimaduras interessa a Coimbra

DR-Reuters

O tratamento é inovador, menos doloroso e mais económico. Por isso, o uso de tilápia – um peixe muito comum nos rios e viveiros no Brasil – em doentes com queimaduras pode vir a ser objeto de estudo na Unidade de Queimados do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC). Essa foi, pelo menos, uma vontade manifestada ontem por Luís Cabral, coordenador da unidade.

“Estamos disponíveis para iniciar os ensaios clínicos, desde que haja vontade do conselho de administração dos CHUC e, claro, vontade política”. O cirurgião plástico manifestava, assim, interesse pela investigação iniciada no Brasil em finais de 2014 e que foi apresentada ontem pelo coordenador do estudo, Edmar Maciel, na biblioteca da Unidade de Queimados.

“Gostávamos de iniciar estes estudos em Portugal. Neste momento, estamos a fazer estudos na Colômbia e em vias de iniciar estudos também na Holanda e na Alemanha”, adiantou.

Pode ler a notícia na íntegra na edição de hoje, 8 de agosto, do Diário As Beiras

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.