Opinião: O “Cavalo de Troia”

Posted by

A mitologia grega, o episódio do “Cavalo de Troia”, parece ter norteado a ação política, a presença no executivo municipal do movimento dito, “Somos Coimbra”.

O “Cavalo de Troia” como Homero na sua Odisseia informa, ocultava no seu interior, “o inimigo”.

O Dr. Silva, integrando e fazendo parte do executivo camarário, mais parece apostado em menorizar Coimbra, do que verdadeiramente servi-la, comportando-se como o “inimigo” dela.

Para ele é tudo mau, tudo está mal, de Coimbra nada se lhe aproveita. Não só de agora, nem de ontem, mas de há muito. Fujam pois dela, Coimbra, e voltem se faz favor caso eu ganhe próximas eleições, o poder pessoal que tanto quero e ambiciono. Pensa ele!

O Dr. Silva, em dois artigos de opinião que agora publicou neste jornal “As Beiras”, elenca quinze “grandes obras”, como ele próprio assim escreve, sem se atrever porém a desmentir o início ou desenvolvimento de qualquer delas, chamando-lhe de “trabalho normal” “de gestão corrente” do executivo do Partido Socialista, liderado pelo Dr. Manuel Machado.

Vale a pena relembrá-las pela ordem que o Dr. Silva as numera; o desassoreamento do Mondego, a reabilitação das margens do Mondego, as ciclovias, os autocarros elétricos, a Via Central, os Jogos Europeus Universitários, o Orçamento Participativo, o Convento de São Francisco, a reabilitação do IP3, o Sistema de Mobilidade do Mondego, a reabilitação do Parque Verde, a reabilitação da Estação Coimbra-B, o novo Centro de Saúde da Avenida Fernão de Magalhães, o Aeroporto Internacional de Coimbra, a reabilitação do Choupal.

Obras ou “grandes obras” portanto nunca antes conseguidas por outrem, mas por todos sempre reclamadas, como aliás o referido articulista acaba também por reconhecer. Obras ou “grandes obras” que o executivo do PS, humildemente aceita como de “trabalho normal” ou de “gestão corrente” como lhe chama o Dr. Silva.

É que, com orgulho se diz, citando Indira Gandhi: “Ao resolver os nossos problemas devemos ter cuidado, para não criar problemas ainda maiores”.

O Dr. Silva, apresentando-se como um moderno inquisidor, uma “espécie” de virtuoso sem mácula, do tipo “sabe tudo”, transformou-se de vereador da oposição, a “inimigo” de Coimbra, sempre por tudo e por nada, a sair do seu “Cavalo de Troia” procurando a superação desesperada das suas incapacidades políticas e de gestão da coisa pública autárquica, quando vê qualquer ameaça àquela sua ambição pessoal.

Nem o Dr. Silva, nem o seu “movimento”, conseguirão obstruir com a sua atividade política negativa, menorizar Coimbra. Nem o executivo municipal, nem o Partido Socialista o permitirão.

Coimbra e sua região irão ter com certeza, tanto o seu Complexo Desportivo Integrado e Centro Olímpico de Ginástica, como também o seu Aeroporto Internacional. E é isto que é o essencial e os conimbricenses merecem. Quer o Dr. Silva queira, quer não queira.

Valha-nos que o “Cavalo de Troia” era de madeira.

One Comment

  1. Henrique Costa says:

    Sim, Coimbra está fantástica, cheia de vitalidade e pujança… ao menos que disse alguma coisa de jeito, como por exemplo se o Sr. Silva não será como o irmão, que fala tanto mas depois, como reitor tirou a UC das 500 melhores universidades do mundo. Agora gabar-se de obras que ainda não estão feitas, nãose sabe quando estarão ou se já estão a ser feitas estão envolvidas em grandes polémicas, parece que está a falar para diminuídos mentais… mas se os elegeram se calhar são…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.