Opinião: Coimbra, capital do desporto

Posted by

A realização dos Jogos Europeus Universitários em Coimbra representou o maior evento multidesportivo de sempre em Portugal, com 4.500 atletas, 300 Universidades e de 40 Países representados, 13 modalidades em 16 infraestruturas e 1.000 voluntários.
Coimbra assumiu assim o envolvimento e solidez na organização desportiva, bem interpretando a sua relevância, não se deixando ficar pelo muro de lamentações do que não se faz ou alguns querem que não se faça, do que não existe ou preferem ignorar, do escárnio e mal dizer em vez do reconhecimento e da mais valia.
O futuro Complexo Desportivo Integrado e Centro Olímpico de Ginástica de Coimbra dará continuidade a esta liderança e capacitação, e virá a ser um equipamento que, neste momento, só tem paralelo com as cidades de Lisboa e Setúbal, e representará fruição, garantindo o conceito de desporto para todos, permitirá competição e aumento da performance técnica, e terá benefício para os cidadãos, principalmente no desenvolvimento harmonioso no corpo e bem-estar.
Ainda que nos satisfaça, Portugal não tem de ser apenas Ronaldo, Telma Monteiro, Fernando Pimenta e Nelson Évora, e LeBron James e a NBA não podem ser importados para Portugal.
Entre as enormes mudanças dos últimos anos, conta-se a abordagem dos estilos de vida relacionados com a saúde, que passaram a ser considerados como factores de risco e a ser alvo de um processo de avaliação semelhante ao do diagnóstico clínico e de uma intervenção ou aconselhamento educativo mais ou menos standardizados.
Não se trata de “medicalizar” a vida quotidiana, mas de facilitar e estimular as mudanças voluntárias em direcção a opções mais saudáveis.
Adoptando e mantendo estilos de vida saudável, pode obter-se diminuição do risco de algumas doenças crónicas. Todos nós sabemos que a actividade física faz bem à saúde e transmite a sensação de bem-estar. Nenhuma doença impede que se faça actividade física.
O exercício regular de resistência melhora a performance cardiovascular e tende a diminuir pressão arterial, gordura corporal, peso e triglicerídeos séricos, elevando as lipoproteínas de alta densidade. A boa forma física pode também ajudar na resposta psicológica ao stress. As mulheres que começam a realizar exercício enquanto jovens adultas, apresentam uma redução de quase 50% no risco de desenvolvimento de cancro da mama ou do aparelho reprodutor. Os homens fisicamente activos apresentam risco muito menor de cancro do cólon. O exercício aumenta a densidade óssea, ajudando a prevenir a osteoporose.
A boa governação define-se como processo que defende os direitos dos cidadãos e lhes permite escolher as políticas públicas que desejam para o seu País de forma informada, transparente e livre.
Por todos estes motivos (saúde, bem-estar e serviço público), Coimbra é uma capital do desporto, está viva e actuante, abrangendo o desporto na dimensão competitiva e massiva, e credita-se como imagem e realidade da sua fama e proveito de presente e futuro, em Portugal e no mundo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.