Lousã: São os afetos que prolongam a vida de Hermínia para lá dos 101 anos

Posted by

FOTO DB/ANTÓNIO ROSADO

Uma vida de afetos. Dar e receber afetos ao longo de toda a sua existência parece ser o segredo da longevidade de Hermínia Lima, residente na Misericórdia da Lousã.

Foi em ambiente de festa, com a atuação do Grupo de Concertinas da Lousã que, ontem à tarde, se cantaram os parabéns, no seu 101.º aniversário, numa roda de cadeiras colocadas na zona relvada do jardim da instituição. Ao centro, Hermínia Lima, silenciosa, observando em redor as manifestações de carinho que cerca de 50 utentes da Misericórdia da Lousã lhe quiseram prestar, bem como as funcionárias e o provedor, João da Franca.

A animadora cultural Tânia Torrinha tem acompanhado a vida de Hermínia Lima na última dúzia de anos, desde que a centenária ingressou no lar da Santa Casa da Misericórdia. “Sempre foi uma senhora reservada”, confessa a técnica, atribuindo essa maneira de ser ao seu percurso profissional, dedicado às crianças da Casa Pia, em Lisboa, onde foi precetora.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.