Festival FORTE arranca na quinta-feira com perspetiva de lotação esgotada

Posted by

O festival de música eletrónica FORTE arranca na quinta-feira, em Montemor-o-Velho, com um espetáculo do alemão Pantha du Prince e com a expectativa de lotação esgotada, com 75% do público estrangeiro.

Pelo castelo de Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra, vão passar, entre quinta-feira e domingo, vários nomes consagrados da música eletrónica, como os alemães Pantha du Prince e Alvo Noto, o produtor britânico Surgeon, os franceses The Hacker e Unwelt e o projeto de Luke Slater Planetary Assault Systems.

“O festival deste ano acaba por ser o resultado e o cimentar da construção dos primeiros quatro anos. Em termos de cartaz, é a edição que tem o cartaz mais robusto e mais coerente, com propostas que fazem uma ligação entre o passado, presente e futuro [da música eletrónica]”, disse à agência Lusa Ilídio Chaves, diretor geral da Soniculture, promotora do FORTE.

Para o responsável, o festival não cede a “fórmulas fáceis”, considerando que “está na altura de [o mundo da música eletrónica] mudar e andar para a frente com novas ideias. Estamos à procura delas e estamos a mostrá-las”.

Segundo Ilídio Chaves, o festival tem registado um crescimento de 30% por ano, no número de participantes, sendo que este ano há a expectativa de se atingir a lotação máxima – 5.000 pessoas.

“Continuamos a ter uma grande recetividade de estrangeiros”, que representam 75% do público do festival que decorre no castelo de Montemor-o-Velho, sublinhou o responsável, considerando que se nota também uma fidelidade do público que vai ao FORTE.

Para além de nomes consagrados da música eletrónica, há também uma aposta naquilo que a organização considera serem “os precursores do futuro”: Anastasia Kristensen (Dinamarca), Blush Response (EUA), I Hate Models (França), Mumdance (Inglaterra), Neel (Itália), Stanislav Tolkachev (Ucrânia) e Sverca (Espanha).

Este ano, a juntar à animação que decorre no parque de campismo e às atuações no castelo de Montemor-o-Velho, haverá todas as noites do festival uma ‘performance’ no Teatro Esther de Carvalho, situado no centro da vila.

No festival, vão também participar nomes como Óscar Mulero, Helena Hauff, Function, Robert Henke (que atuou em 2015), Adam X ou Robert Lippok, entre outros nomes.

No castelo, as atuações arrancam às 22:00 e terminam às 09:00, sendo que, a partir das 22:00 de sábado, haverá 23 horas contínuas de música, acabando o festival às 21:00 de domingo.

A partir de hoje, o bilhete geral custa 130 euros e o diário 70 euros.

One Comment

  1. Zé da Gândara says:

    Olha… O querido líder não apareceu à penetra na entrevista… Deve estar doente, pobre coitadinho 🙂

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.