Expofacic sem fogo de artifício por causa do risco de incêndio

FOTO DR

Este ano o encerramento da Expofacic não vai contar com o habitual fogo de artifício. O espetáculo pirotécnico foi anulado na sequência da proibição imposta pelo Governo por causa do risco elevado de incêndio.

“Devido ao significativo agravamento do risco de incêndio florestal causado pelas temperaturas muito altas, o Governo colocou em situação de alerta todo o território continental, proibindo o lançamento de fogo de artifício”, explica a organização em nota enviada ontem à comunicação social.

“De acordo com a decisão anunciada pelo Ministério da Administração Interna, no caso do fogo de artifício que costuma ser lançado durante as festas e romarias tradicionais desta altura do ano, é determinada a sua proibição total, mesmo nos casos em que já tinha sido emitida previamente uma autorização”, acrescenta.

Notícia completa na edição impressa

One Comment

  1. Zé da Gândara says:

    Que cumpridores da lei que são os nossos queridos líderes (ou melhor, a nossa querida líder que usa vestimentas wardrobe Kadhafi-style) e os diligentes dirigentes da INOVA, EM (a VOC de Cantanhede, ou seja, a Companhia das Índias Orientais) 🙂

    Este ano também não houve apps da treta tipo Cantanhede Go… E mesmo o transporte via Transdev paece ser um fiasco, pelo que na edição do ano que vem, existe larga probabilidade de também não existir essa coisa futurística…

    E para quem falava numa espécie de Messe Frankfurt tuga… o que se vê é uma festarola de província (porque chamar feira àquilo no sentido de feira de negócios como o que se vê por essa Europa fora é ultrajar as feiras de projecção mundial que se fazem por essa Europa fora e onde se fazem efectivamente negócios)… Perdoai-lhes Senhor porque eles não sabem o que dizem quando debitam diarreias mentais para os jornais igualmente sebentos que lhes dão direito de antena…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.