ETAR de São Pedro com dobro da capacidade, água com mais qualidade e sem mau-cheiro

Posted by

João Damasceno, Carlos Monteiro e António Salgueiro

Nos últimos cinco anos, a Águas da Figueira investiu 300 mil euros na modernização da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de São Pedro, freguesia industrial e turística.

Àquele montante, há ainda a acrescentar 200 mil euros, suportados por unidades industriais que operam na zona portuária, em obras recentemente realizadas. Tudo junto, o investimento de meio milhão de euros permitiu duplicar a capacidade do equipamento. O Hospital Distrital da Figueira da Foz, saliente-se, também canaliza para ali os seus efluentes.

No entanto, se aumentarem as unidades industriais e habitações de forma significativa, esgotar-se-á a capacidade equipamento, o que poderá acontecer a médio prazo, quando a Zona Industrial da Figueira da Foz for ampliada.

“A ETAR não está preparada para receber muito mais”, advertiu o diretor geral da Águas da Figueira, João Damasceno, ontem, numa visita guiada para jornalistas à estação de tratamento.

Informação completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.