Opinião: O mundo a semana passada – A GEOPOLÍTICA da semana

Posted by

22 julho- DOMINGO-Buenos Aires –Tensão geopolítica e comercial preocupa o G20, reunido na Argentina. O comunicado final do encontro apontou para a necessidade de diálogo perante a preocupação com conflitos comerciais e tensões geopolíticas entre os países, em referência direta à postura protecionista dos Estados Unidos em relação ao mundo. O alerta comercial no mundo surge no mesmo ano em que o governo de Trump cria um conjunto de medidas protecionistas, nomeadamente para a EU e China.

23 julho- SEGUNDA- Washington-Trump e o Presidente do Irão brincam com o fogo, e trocam ameaças de guerra. O Presidente americano reagiu às palavras de Rouhani que tinha avisado os EUA para não “brincarem com a cauda do leão”, assegurando que um eventual conflito com Teerão será “a mãe de todas as guerras”. Trump na rede Twitter, usando maiúsculas, avisou Rouhani para que “nunca mais volte a ameaçar os Estados Unidos ou sofrerá consequências como as que poucos sofreram antes na história”.

24 julho- TERÇA -Joanesburg- Em plena guerra comercial de Trump, os BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) celebraram o seu 10º encontro multilateral em Joanesburgo. Para além de variadíssimos assuntos políticos, os representantes dos governos dos BRICS debateram a intervenção na 4ª revolução industrial. Nos dias da cimeira, a África do sul aproveitou para honrar o seu ex-presidente Nelson Mandela, que libertou o país do regime repressivo do apartheid.

24 julho TERÇA- Luanda – A empresária e filha do ex-Presidente de Angola, Isabel dos Santos, ameaça levar o Estado angolano a tribunal, depois de serem anulados os contratos milionários, que tinham sido entregues a empresas suas. A decisão do Presidente João Lourenço, tem a ver com a anulação do contrato de construção do Porto da Barra do Dande, orçamentado em 1500 milhões de dólares e o contrato de compra e venda de diamantes brutos à empresa angolana Sodiam.

25 Julho- QUARTA- Islamabade- As eleições no Paquistão, envolvendo 105 milhões de paquistaneses decorreram num momento de instabilidade política e económica. O escrutínio jogou-se entre o Movimento de Justiça do Paquistão de Imran Khan (antigo campeão mundial de críquete) e favorito nesta votação, a Liga Muçulmana do Paquistão de Shahbaz Sharif (irmão do ex-primeiro ministro Sharif, preso por corrupção) e o Partido Popular do Paquistão de Bilawal Bhutto (filho da ex-primeira ministra Benazir Bhutto).

26 julho- QUINTA – EUA – O presidente da comissão europeia reuniu-se com Donald Trump, nos Estados Unidos e no final do encontro anunciaram um acordo que deverá anular o conflito comercial entre as duas partes. Durante a reunião, Trump concordou em não impor tarifas aos carros europeus e que os EUA irão tentar analisar as tarifas sobre aço e alumínio europeu. Em troca, a UE comprometeu-se a aumentar as importações europeias de gás natural liquefeito e de soja dos EUA.

Pode ver a infografia completa na edição impressa de fim-de-semana, 28 e 29 de julho, do DIÁRIO AS BEIRAS

 

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.