Hotel de Miranda do Corvo condenado a pagar 628 mil euros a construtor

Posted by

FOTO DR

O Hotel Serra da Lousã (HSL) foi condenado a pagar 628 mil euros mais juros à antiga empresa construtora-civil de Coimbra Jobipiso que foi afastada da obra, de acordo com a decisão do tribunal arbitral constituído no âmbito do contrato.

Segundo o acórdão da AICCOPN (Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas do Norte) o HSL foi condenado “a reconhecer a ilicitude da resolução do contrato de empreitada por si efetuada e a ilicitude da tomada de posse do local da obra a 27 de abril de 2015”, cerca de sete meses antes da inauguração do empreendimento de quatro estrelas e 40 quartos, localizado em Miranda do Corvo.

O HSL é detido pela fundação ADFP e Jaime Ramos é um dos gerentes.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.