Há cada vez menos gente a alugar fatos para a procissão da Rainha Santa

Posted by

FOTO DB/PEDRO RAMOS

De dois em dois anos, as lojas de aluguer de fatos para as procissões da Rainha Santa têm vindo a notar um decréscimo de procura.

Na rua da Sofia, por exemplo, a responsável pela “Casa Santa Isabel”, Ana Paula Martinho, afirmou ao DIÁRIO AS BEIRAS que a presença de alguns vendedores ambulantes nos dois dias leva a que as pessoas prefiram essa opção ao aluguer de fatos. “Os preços praticados não são comportáveis com a minha casa”, afirmou.

Questionada sobre os valores praticados, a responsável respondeu que eles vão entre os 20 e os 60 euros por procissão. “Existem preços para quem decida alugar fatos para as duas procissões”, disse. A verba é usada para a manutenção dos fatos e, por outro lado, para a sua limpeza. É que, como recordou, “alguns fatos vêm muito sujos”. “Tenho de os mandar limpar a seco”, frisou.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.