“Coimbra vive um momento notável da sua história”

Posted by

FOTO DB/PEDRO RAMOS

O presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, afirmou ontem que só os “acomodados arautos da desgraça” persistem em não dar uma imagem positiva da cidade. Para o autarca, o concelho tem hoje uma imagem “mais empreendedora, mais dinâmica e mais inovadora”.

“Só conhecendo Coimbra, se pode ver claramente este momento notável da sua história, este “élan” que a impulsiona”, referiu na sessão solene comemorativa do Dia da Cidade de Coimbra. Apesar deste momento positivo, Manuel Machado considerou que a cidade não pode continuar a ser prejudicada pelo atraso de décadas em investimentos da responsabilidade do Estado.

O novo edifício do Tribunal de Coimbra e a recuperação da Escola Secundária José Falcão foram os exemplos dados pelo autarca, que não esqueceu ainda o facto de na última semana ter visto o Governo assumir os compromissos relativos “ao Sistema de Mobilidade do Mondego, reconstrução e modernização da estação ferroviária de Coimbra B, na Linha do Norte, bem como “alargamento e requalificação do IP3” entre Coimbra e Viseu.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

  1. Henrique Costa says:

    Ou seja, as únicas coisas que este presidente gaba de bom terem acontecido em Coimbra, foi por causa do governo central… Não atesta muito de bom às suas competências como líder local, não? Ainda mais se lembrarmos que o Metro e o IP3, acima de tudo, têm sido empurrados é pelos outros concelhos, muitas vezes com a oposição de Coimbra, como se vê no Metro Mondego…

  2. Henrique Costa says:

    Só mais um detalhe, li agora que Machado disse “inverteu a tendência de perda de população”, possui “cada vez mais empresas” e, por isso, “quase não tem desemprego”. Estive agora na página do INE e Coimbra continua a perder população, cria menos de metade das empresas de toda a Região de Coimbra… e o desemprego subiu 0,5% no primeiro trimestre de 2018… Exemplos que vêm em cima…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.