Coimbra rejeita estratégia e plano de investimentos da Águas do Centro Litoral

Posted by

FOTO DR

Uma maioria de abstenções “viabilizou”, na segunda-feira, a aprovação do plano de atividades e o orçamento da empresa Águas do Centro Litoral (AdCL). Já as orientações estratégicas para o triénio 2018/20 mereceram muitos votos contra de municípios acionistas. A Câmara de Coimbra destacou-se na contestação tendo votado contra em ambos os pontos.

O presidente da Câmara de Coimbra aproveitou, ontem, a reunião pública do executivo para reiterar a posição da autarquia. Falando no período de antes da ordem do dia, Manuel Machado voltou a vincar o desacordo face aos compromissos alegadamente assumidos pela empresa do grupo Águas de Portugal, em 2008, após a criação do sistema multimunicipal que viria a dar origem à Águas do Mondego.

Ontem, o presidente da Câmara acentuou o que considera ser um “desrespeito continuado e prolongado” a Coimbra. Em causa, nomeadamente, o facto de a Águas do Mondego, primeiro, e a sua sucessora, AdCL, depois, não realizarem as obras “devidamente contratualizadas, elencados e até orçamentadas”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.