Académica empata frente ao Anadia no primeiro “teste” da época (Reportagem fotográfica)

Marinho de volta para mais uma temporada com as cores da Briosa

Deu empate o primeiro teste da Académica versão 2018/19. Igualdade a um golo foi o resultado final, num amigável que opôs os estudantes ao Anadia, na manhã deste sábado.

Ki foi o autor do golo academista – bom remate na cobrança de um livre direto à entrada da área – numa manhã em que ficou evidente a necessidade da Briosa garantir alguns reforços antes do arranque dos jogos “mais a sério”. Na verdade, o particular foi quase “a sério”, quase sempre disputado de uma forma intensa e aguerrida, com alguns jogadores a envolverem-se até em picardias pontuais.

Na sua primeira “apresentação” no banco dos estudantes, Carlos Pinto optou por um esquema em 4-4-2, com Marinho e Djoussé na frente de ataque, apoiados pelos alas Ki e David Teles. O meio-campo foi entregue a Fernando Alexandre e ao reforço Reko, que mostrou bons pormenores, nomeadamente no capítulo técnico e no passe. Na defesa os primeiros eleitos foram Peçanha, na baliza, Ricardo Dias e Rúben Rua (ex-juniores), no centro da defesa, e Mike e Esgueirão como laterais.

Jogaram ainda, já no decorrer da segunda parte, o guarda-redes Júlio Neiva, Nélson Pedroso, Paulo Matos, Nuno André, Traquina, Henrique Lourenço e Rodrigo Vilela, este último ainda à experiência no plantel. Surpreendentemente, o técnico da Briosa não lançou no jogo o reforço William Soares e Hugo Ribeiro. Os defesas estão, aparentemente, “tocados” e a recuperar a condição física.

Djoussé em dificuldades na frente de ataque

Anadia mostrou-se atrevida

O Anadia, que disputa o Campeonato de Portugal, entrou bem na partida e desde cedo deu mostras que não ia vender barata a derrota. Os visitantes, aliás, superiorizaram-se em alguns momentos do primeiro tempo, em que a Académica não conseguiu chegar com perigo à baliza defendida por Alexandre Verdade, antigo guardião da Briosa que defende agora as cores do conjunto da Bairrada.

Só Djoussé, Ki e Reko iam remando contra a maré quando, aos 33 minutos, Marcelo Santiago inaugura o marcador com um cabeceamento ao segundo poste, na sequência de um canto cobrado à esquerda.

Um minuto depois, o Anadia quase ampliava a vantagem mas o poste negou o golo.

Jogo amigável disputou-se com bastante intensidade

Nos segundos 40 minutos – a partida teve cerca de 80 -, Carlos Pinto lançou Traquina e Nélson Pedroso, colocou Fernando Alexandre no centro da defesa e Ricardo Dias no meio-campo, e a equipa foi, gradualmente, subindo de produção. A audácia foi recompensada cinco minutos depois do início do período, numa cobrança de um livre direto, superiormente marcado pelo sul-coreano Ki. O médio rematou colocado e fixou o empate, roubando vários aplausos aos cerca de duas centenas de espetadores que marcaram presença no campo do Bolão.

Mike foi dono da lateral direita

Até ao final, não se registaram muitos pontos de interesse, apesar do notório domínio da equipa de Coimbra. Terminado o jogo particular, os atletas fizeram questão de agradecer a presença do público, com uma saudação no relvado.

Refira-se que o próximo amigável da Briosa tem lugar na próxima quarta-feira, pelas 10H30, no Luso. O adversário será o Tondela.

Jogadores agradeceram apoio dos adeptos, no final do encontro

 

Cerca de duas centenas de adeptos marcaram presença na Academia da Briosa

Fotos de Pedro Ramos

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.