Prémios Lausus atribuídos à cultura, cidadania, inovação e economia

Posted by

A grande sessão de reconhecimento do trabalho realizado por pessoas, empresas e instituições, ao longo do último ano, teve ontem lugar no Dia do Município da Lousã, com a realização do Gala dos Prémios Lausus.
Foram 11 prémios, mas receberam o galardão 12 pessoas e instituições, atendendo a que o prémio “Comércio e Serviços” contemplou duas empresas.
A plateia (cheia) do Cineteatro assistiu ainda aos agradecimentos que a vereação fez aos representantes de cada uma das marchas que participaram no desfile da noite de São João, num total de nove grupos, dois deles infantis.
A apresentação esteve a cargo do jornalista da SIC, Bento Rodrigues, com a sessão pontuada por dois momentos de atuação da cantora lírica Carla Bernardino, natural de Coimbra.
O presidente da câmara, Luís Antunes, referiu-se a “um povo que gosta de avançar”, justificando-se com a capacidade de recuperar do fogo de 15 de outubro em Serpins.

A partir daí colocou a tónica na “alegria” de reconhecer personalidades do concelho que se distinguem e são “um estímulo adicional e um contributo para o desenvolvimento”.
Nesse aspeto elencou os objetivos atingidos pela autarquia, focando-se na “intensa oferta cultural”, na aposta na proteção do ambiente – com atribuição da Bandeira Azul às três praias fluviais, e uma de Ouro –, Proteção Civil e acessibilidades (Metrobus e traçado sul rodoviário entre Coimbra e Viseu, “potenciando o uso da A13”. Na sua intervenção fez ainda questão de adiantar as apostas do tecido empresarial do concelho e as obras públicas em progresso no município.
Entre os galardoados, a Escola Profissional da Lousã (EPL), com 90 alunos, distinguiu-se, com a sua diretora, Patrícia Duarte, a referir que “pretendemos fazer acontecer as coisas todos os dias”.
Pela Fisiolousã foi Lurdes Alves que recebeu a distinção, destacando os 22 anos de existência da clínica.
Kerstin Thomas, dos “Elementos à Solta” agradeceu o reconhecimento pelo seu trabalho da Aldeia de Xisto da Cerdeira, enquanto José Redondo subiu ao palco ao ver premiado o seu “Beirão d’Honra”. Pedro Santa e restante direção agradeceram o prémio para a Liga dos Amigos dos Bombeiros da Lousã e Carlos Gil sublinhou o trabalho que tem sido feito pela empresa que fundou, na área do equipamento elétrico.
No setor do comércio e serviços, juntaram-se os empresários António Henriques (Lousãmotos) e Manuel Duarte António (Novidades da Lousã).
Trialmotor ganhou na inovação, com o casal Filipe Paiva e Sabrina Straga. A título póstumo, o prémio para João Rodrigues foi recebido por Maria Angélina Lopes. Também postumamente Abel Carvalho foi distinguido, tendo recebido Sandra e Tânia Carvalho, enquanto o professor de engenharia florestal de Vila Real, Domingos Lopes, ganhou o galardão “Carreira”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.