Opinião: “Que Portugal ajude a UE”

Posted by

A Europa está há já longo tempo sem liderança. Lamentavelmente! Tenho muita pena que o fim esteja perto, porque tive alguma esperança na inteligência europeia. O que, como já se percebeu, é coisa rara!
Sempre confiei na perspicácia do Dr. Mário Soares, porque foi ele que há longo tempo fez publicar um autocolante que dizia, “A EUROPA CONNOSCO”! Era o início de uma caminhada para aproximar Portugal dos grandes centros de decisão europeus.
Nesse tempo Portugal vivia momentos muito difíceis. Há pouco saído de uma revolução pacífica, o futuro aprestava-se para ser pouco favorável ao desígnio e esperança dos portugueses.
Talvez por ter sido um Homem capaz de pensar e sentir o País, por ter sido Amigo e aliado de grandes líderes europeus, acabou por os “obrigar” a ceder à suas pretensões.
Mas o mundo já tinha mudado e a Europa ainda não tinha dado por isso. A Europa nunca percebeu que África era um barril de pólvora às suas portas. Nunca lhe deu a importância que merecia, mantendo um pensamento a roçar o esclavagista, ajudando a manter no poder toda a espécie de ditadores e torciários, em nome da defesa de coisa nenhuma!
A Europa não percebeu, apesar dos muitos sinais e avisos, que um dia, porque há sempre um dia, deveria existir um exército de esfomeados que viriam à procura de quem lhes foi buscar o muito que tinham pelo pouco que lhes deixavam.
A Europa ia sorrindo nos salões onde se decidia o futuro do mundo. Só que, bastou uma “Primavera Qualquer” para fazer ruir toda uma estratégia, também toda ela mal amanhada.
A vinda em massa dos migrantes, não é nem mais nem menos, do que a procura daquilo que deveriam ter no seu País, mas que lhe foi usurpado por uma economia global que pensa no lucro antes de pensar nas pessoas. Pensar que, afinal, as pessoas é que são a peça fundamental do lucro.
Por isso a Europa está a ficar num caos, “sem rei nem roque”, onde os populismos extremistas continuam a granjear simpatias e aumentar as suas fileiras.
Pois é. Governar é prever e prover. Já o escrevi umas centenas de vezes. Só que o lucro fácil, tolhe o pensamento, numa subordinação do poder político ao poder económico.
Onde isto vai parar ninguém sabe, mas todos começamos a prever. E das duas uma; ou os países da União Europeia se entendem rapidamente, ou a falência de um desígnio está para breve. E nessa altura todos ficaremos a perder.
Respeitar a história de cada país da UE e ao mesmo tempo perceber que deve existir um apoio imediato à grande maioria dos países de África, deverá ser uma preocupação.
Mas, depois de ouvir uma proposta de um líder da EU, fico com a ideia, senão já com a certeza, de que a coisa vai descambar e mais depressa do que se espera.
Porque alguns que “botam faladura” na EU não fazem a mínima ideia do que dizem.
Que Portugal os ajude!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.