Meninas abusadas por avô e tio durante dois anos em Coimbra

Duas irmãs, de 10 e 11 anos, foram abusadas de forma reiterada pelo avô e por um tio numa casa, em Coimbra. Os abusos duraram dois anos até que uma das meninas ganhou coragem para contar à mãe.
Após a denúncia da criança, os pais apresentaram queixa às autoridades. Os dois suspeitos, de 18 e 60 anos, foram detidos pela Diretoria do Centro da Polícia Judiciária (PJ) e estão em prisão preventiva.

Os homens ter-se-ão aproveitado da “proximidade familiar com as vítimas” já que as meninas ficavam a seu cargo enquanto os pais estavam a trabalhar, disse ao DIÁRIO AS BEIRAS fonte ligada à investigação. Os crimes ocorriam na casa do avô, onde o tio também vivia, na cidade de Coimbra. Ambos são suspeitos da “prática, reiterada de crimes de abuso sexual” das duas crianças. O avô das meninas está desempregado e o tio trabalha no setor da distribuição.
Segundo a mesma fonte policial, os familiares “seduziam” as meninas e “compravam-nas com pequenas coisas”, sem as ameaçar, crimes que terão ocorrido durante cerca de dois anos.
Os dois homens foram identificados e detidos na quinta-feira da semana passada e “presentes a primeiro interrogatório judicial” no dia seguinte, tendo-lhes sido “aplicada a medida de coação de prisão preventiva”, adianta a PJ em nota de imprensa.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.