Futuro reitor da UC vai ser eleito em fevereiro

Posted by

A 11 de fevereiro de 2019, João Gabriel Silva vai saber quem lhe sucede. Nesse dia, uma segunda-feira, o Conselho Geral da Universidade de Coimbra reúne-se para eleger o novo reitor da Universidade de Coimbra, num processo que deverá ser homologado três dias depois.
O calendário foi aprovado na passada segunda-feira e prevê que o processo eleitoral seja aberto até 21 de novembro do ano em curso. Como se sabe, os candidatos vão ter de se submeter a uma audição pública, marcada para 28 de janeiro de 2019.
Por enquanto, não foi ainda formalizada qualquer candidatura. Há, porém, sinais de movimentações, nomeadamente, na equipa de vice-reitores.
Desde o 25 de Abril de 1974, foi a Faculdade de Direito que mais reitores forneceu, curiosamente, os três primeiros em democracia e o primeiro eleito por todos os corpos da UC: Teixeira Ribeiro, Ferrer Correia e Rui Alarcão.
Em 1998, num sufrágio com quatro candidatos, venceu o então vice-reitor Fernando Rebelo (geógrafo e catedrático da Faculdade de Letras)… que viria a demitir-se, quatro anos depois, em conflito com a AAC.
Seguiu-se um período curto em que a Reitoria foi liderada pelo decano dos professores, o cientista e catedrático da FCTUC Arsélio Pato de Carvalho. E, em 2013, foi de novo um ex-vice-reitor a ganhar a eleição. Fernando Seabra Santos (também de Ciências) seria reitor durante dois mandatos.

 

Toda a informação na edição impressa de hoje, 27 de junho do DIÁRIO AS BEIRAS

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.