“Verdes” denunciam descargas poluentes no Choupal

FOTO DR

O Grupo Parlamentar Os Verdes questionou, na Assembleia da República, o Ministério do Ambiente sobre os efluentes rejeitados no Rio Mondego, pela ETAR do Choupal, que “aparentam estar a ser descarregados diretamente para o rio Mondego sem o devido tratamento”.

Em visita ao local, o partido ecologista começou por observar que os efluentes, lançados no canal, ostentavam cor negra e denotavam a existência de matéria orgânica, originando espuma branca à superfície da água.

A questão foi suscitada pelo deputado José Luís Ferreira, do grupo parlamentar ‘Os Verdes’, que entregou na Assembleia da República (AR) uma pergunta questionando o Governo, através do Ministério do Ambiente, sobre “os efluentes rejeitados” pela “ETAR do Choupal”.

Visível a ‘olho nu’
A ‘olho nu’, “os efluentes aparentam ser rejeitados com parâmetros inadequados para o rio Mondego comprometendo a sua qualidade, com consequências para a biodiversidade e atividades económicas e de lazer, em particular para as atividades agrícolas, piscatórias e lúdicas do vale do Mondego”, acrescenta.

O PEV quer, assim, saber se “o Ministério do Ambiente tem monitorizado a ETAR do Choupal e as respetivas águas rejeitadas por esta infraestrutura” e se “os parâmetros das águas rejeitadas estão adequados e de acordo com os critérios estabelecidos na respetiva licença de rejeição no Domínio Público Hídrico”.

O grupo parlamentar de Os Verdes questiona ainda se a ETAR do Choupal se encontra a “funcionar nas devidas condições” e, se sim, “por que razão as águas aparentam um tratamento débil”.
Além disso, questionando ainda “que medidas irão ser tomadas no sentido de melhorar a qualidade das águas que são rejeitadas no rio Mondego”.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.