Opinião: Romaria até à Batalha?

Posted by

O Secretário-Geral do Partido Socialista quer que todo o Partido esteja no Congresso do próximo fim de semana na Batalha. Este apelo poderá ter duas, entre muitas leituras. Aliás, no que António Costa é muito hábil.

Ou está a apelar ao “Senhor dos Aflitos”, vulgo militantes, para que cerrem fileiras, dado que o aumento do barril de petróleo e sucessivos aumentos dos combustíveis vieram para ficar, não augura nada de bom?
Se tal se vier a confirmar, e os impostos sobre os combustíveis não baixarem, significa que todos os bens de primeira necessidade vão aumentar, podendo a contestação ser um facto relevante no que às eleições próximas dirá respeito.

A campanha eleitoral para as eleições legislativas já começou há muito tempo. Não fossem alguns disparates e patetices de alguns dirigentes e o País socialista viveria alguma acalmia.

O problema é que quem está no poder não sabe ou não quer saber que, em democracia o poder é efémero. É preciso governar bem em todas as dimensões para se almejar ter êxito.

Basta haver um pequeno abanão nos mercados internacionais e Portugal entra em grave crise. Por isso o Governo quase na sua plenitude se alavanca no Ministro das Finanças, como que a dizer: “isto não anda porque ele não quer”! Convenhamos que é uma boa altura de tirar a água do capote!

Mas Costa sabe, saberá? que continuará a contar com a grande maioria do PS para manter a sua liderança; “signifique lá isso o que tem de significar”!

Tem de negociar com o BE cuja força sindical é praticamente nula acrescentando pouco ao bom desempenho do País, e ao mesmo tempo acalmar o PCP e os sindicatos a ele adstritos!

O jogo está a ser interessante.

Com o PSD e CDS à espreita, o PCP joga todos os argumentos assumindo-se como o único e verdadeiro aliado do PS na prossecução do seu programa de governo. Isto, se a estratégia for de manter a todo o custo a aliança estratégica ou, pelo contrário, voltar à lógica do “quanto pior melhor” para não perder a sua base social de apoio.

O BE sujeita-se a tudo para que os seus votos na Assembleia da República continuem a ter valor e, no mínimo, se mantenham!

De outra forma, poderiam ser “absorvidos” pelo PS, o que seria um tremendo desastre para este e a salvação daquele!

Vamos perceber até onde vai a capacidade negocial de António Costa se uma crise se abater no País por efeito de disparates da política internacional. É que, Portugal está muito dependente de tudo e de todos, ainda que por vezes algumas forças políticas estejam convencidas do contrário.

O Congresso que começa hoje, depois de alguns bons sarilhos, dos quais se evidenciou José Sócrates, agora que já não é camarada – para alguns – dir-nos-á se os militantes acreditam no Secretário-Geral e no mago Centeno ou, pelo contrário, vão dizer que não estão mais dispostos a hesitações de alguns Ministros?
É que os militantes socialistas sofrem tanto como quaisquer outros!

Estarão presentes só os delegados, ou aceitando o apelo de António Costa, os militantes vão dirigir-se em romaria à Batalha?

Domingo saberemos a resposta!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.