Opinião: Leiria. Raízes e Marcas de Coimbra na cidade do Lis

Posted by

1. Em Leiria à procura de Coimbra
Leiria com 63.000 habitantes no seu perímetro urbano e 127.000 subdividido por 18 freguesias é o segundo concelho mais populoso das Beiras, só superado pela sua capital Coimbra com 143.396 habitantes ( Census 2011 ), a maior cidade da Região Centro de Portugal.
Muito se tem dito e escrito sobre o crescimento de Leiria nos últimos anos comparando-o com o que se passa com Coimbra. Este facto fez com que encarássemos esta visita à cidade do Lis, nesta Viagem a Portugal à procura de Coimbra, com particular curiosidade, interesse e atenção. Caros leitores, podem acreditar, vimos coisas de espantar!
Uma coisa é certa, desde a Fundação de Portugal até à actualidade, existem inúmeras raízes e marcas de Coimbra em Leiria que constituem elos profundos de ligação entre as duas cidades. Fortíssimas complementaridades que poderão tornar ainda mais fortes as duas cidades/ as duas regiões, se aproveitadas com dialogo construtivo e inteligência pelos poderes locais e a continuar pelos económicos, culturais e sociais. Só não sabemos do que é que estão à espera!

2. Raízes profundas de Coimbra na fundação de Leiria
Encontrámos, desde logo, profundas raízes de Coimbra ligadas à Fundação e ao nascimento de Leiria como cidade portuguesa.
Em 1142, Leiria recebeu o foral de D. Afonso Henriques a partir de Coimbra, capital do Reino. Foi um dos primeiros actos da sua governação. Leiria é um dos filhos primogénitos de Coimbra e esta paternidade prestigia sobremaneira as duas cidades e constitui a sua primeira raiz, profunda e umbilical.
Em 1324 D. Diniz (O Rei Sábio, filho dilecto de Coimbra) mandou construir a Torre de Menagem e uma residência real que doou a sua esposa, a Rainha Santa Isabel durante as deambulações entre Coimbra e Lisboa.
No inicio do Sec XV, D. João I (aclamado Rei nas Cortes de Coimbra) construiu um Palácio Real que visitámos. O Castelo de Leiria é, desde então, um dos mais formosos da Idade Media portuguesa.

3. Raízes prestigiadas de Coimbra na cultura de Leiria
Encontrámos, igualmente, profundas marcas culturais de Coimbra em Leiria na pessoa de ilustres leirienses que depois de terem feito a sua formação em Coimbra vieram dar brilho à cidade do Lis que os viu nascer. Entre muitos outros, três dos mais prestigiados são:
Francisco Rodrigues Lobo “O cantor do Lis” poeta iniciador do barroco na literatura portuguesa ( 1580-1621 ), nasceu em Leiria, licenciou-se em cânones pela Univ. Coimbra onde iniciou a obra literária. Hoje constitui uma das mais ilustres referências culturais da cidade (com uma Praça bonita, de cafés e restaurantes, centro urbano da cidade)
Afonso Lopes Vieira ( 1878-1946 ), nasceu em Leiria, licenciou-se em Leis pela UC, poeta de ideais renascentistas onde Literatura e Pátria eram eixos centrais do seu pensamento.
Armando Goes ( 1906-1967 ) nasceu em Leiria, licenciou-se em Medicina pela UC. Famoso intérprete do fado de Coimbra. “Dentro de ti, oh Leiria. Vive uma moira encantada!” um dos seus fados mais conhecidos.

4. Marcas de Coimbra na Regeneração Urbana da cidade
E até na regeneração urbana encontrámos marcas de Coimbra em Leiria. O Centro Civico de Leiria, inaugurado em 2012 com o apoio da CML, EDP e Calouste Gulbenkian, pretende dinamizar a regeneração urbana do centro histórico através do dialogo intergeracional e está a faze-lo com sucesso.
Tem por tema a vida e obra de Eça de Queiroz cuja rota percorremos. O grande escritor, famoso estudante de Coimbra onde se licenciou em Direito, viveu um ano em Leiria e aqui escreveu e situou o “Crime do Padre Amaro”. A nossa visita iria continuar com muitas surpresas.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.