Soure: Tribunal disponível para receber para mais processos

Posted by

FOTO DB/LUÍS CARREGÃ

Recuperar as valências do Tribunal de Soure, que foi esvaziado de algumas delas aquando da Reforma do Mapa Judiciário, foi uma reivindicação ontem apresentada pelo presidente da autarquia local à juíza presidente da Comarca de Coimbra, Isabel Namora, e à direção da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC), que ontem visitaram o concelho.

Boas instalações

Perante o que o autarca considerou “um palácio da justiça com capacidade para mais valências”, Mário Jorge Nunes destacou o facto de o rés-do-chão estar vazio, com a saída dos serviços de notariado, mostrando disponibilidade da autarquia para fazer obras de adaptação das instalações (embora o edifício seja propriedade do Ministério da Justiça), de forma a que o Juízo de Proximidade existente nesta secção seja transferido para o andar de baixo, e seja criado um Juízo de Competência Genérica no 1.º andar, a par do existente Juízo de Execução (competência especializada) ali instalado, com abrangência territorial de todo o distrito de Coimbra.

Informação completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.