Orquestra Clássica do Centro com apoio a dois anos da DGArtes

Posted by

FOTO DR

Depois de ter apresentado reclamação relativamente aos resultados do concurso para o apoio sustentado da Direção-Geral das Artes (DGArtes) na área da música e de os seus responsáveis terem sido ouvidos numa “audiência de interessados”, a Orquestra Clássica do Centro (OCC), com sede em Coimbra e uma atividade de 17 anos, vai ser apoiada a dois anos, com verbas de 177 mil euros para 2018 (num ano quase a meio) e 195 mil para 2019.

Em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, Emília Martins, presidente da direção da Associação Orquestra Clássica do Centro, disse que os resultados definitivos do programa de apoio sustentado da DGArtes na área da música foram comunicados ao final de 24 abril, terça-feira, esclarecendo ainda que a OCC “foi elegível desde a primeira hora”, não tendo sido considerada para apoio numa primeira fase, amplamente contestada pela comunidade artística, recorde-se, apenas porque os “valores que existiam para apoio se esgotaram” antes de chegar ao “lugar” que ocupava na lista de classificação.

Versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Henrique Costa says:

    A Emilia Martins devia manter a política longe do seu trabalho! Então era ilegível para quê? Querem ver que se o governo quisesse mesmo dar-lhes dinheiro não tinha reduzido a verba dos à frente, que foi por acaso que o dinheiro se esgotou antes? Se tem mais fidelidade ao partido que à cultura, não está no sítio certo!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.