Há “grande margem” para candidaturas a fundos na área do Turismo

FOTO DR

Na região Centro, candidataram-se até agora aos fundos comunitários do Portugal 2020 um total de 8787 empresas, com uma previsão de investimento de quase três mil milhões de euros. No entanto, destes projetos apenas seis por cento são da área do Turismo.

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, considerou ontem, na conferência “Financiamento para o Turismo”, que decorreu no Convento São Francisco, que o setor tem “uma grande margem” para se candidatar a apoios e não deve “perder o comboio”.

“Oiço muitas vezes os empresários dizer: estes apoios não são para mim”, começou por dizer a responsável para explicar que o financiamento não se destina apenas a grandes empresas e que dos cerca de quatro mil projetos já aprovados a maioria foi submetida por pequenas e médias empresas. As candidaturas representam um investimento potencial que ronda os três mil milhões de euros, a que correspondem 1500 milhões de fundos comunitários.

“Esta dinâmica nunca se viu e nunca aconteceu este financiamento comunitário na região Centro”, sublinhou Ana Abrunhosa, dirigindo-se a uma plateia com cerca de duas centenas de empresários do Turismo.

Informação completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.