Utentes do IP3 exigem obras urgentes na estrada que liga Coimbra a Viseu

Posted by

A Associação de Utentes e Sobreviventes do Itinerário Principal 3 (IP) visitou sábado “os pontos negros” daquela estrada, para exigir a requalificação urgente da via, que liga Coimbra a Viseu.
Membros da associação percorreram o IP3, apontando para os “pontos negros” de uma estrada “votada ao abandono” e que continua a registar uma elevada sinistralidade, segundo disse aos jornalistas o porta-voz do movimento, Álvaro Miranda.
“Há uma grande degradação. Há abatimentos de plataformas, pavimentos em mau estado, taludes caídos, barreiras caídas e vias suprimidas há vários anos. O que exigimos é que [os governantes] olhem para esta via e façam a requalificação do IP3, para diminuir a sinistralidade e haver uma circulação com mais segurança”, frisou.
Álvaro Miranda apontou para casos como os da zona do Botão (Coimbra) e Espinheira (Penacova), onde há supressão de vias por taludes caídos há vários anos, mas o que mais o preocupa é o traçado no distrito de Viseu, onde “não há separador central”, nomeadamente na zona de Tondela.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.