Homeopata e bióloga propõem tratar palmeiras e pinheiros doentes na Figueira da Foz

Posted by

Patrícia Saldanha, bióloga

 

Uma homeopata e uma bióloga propõem tratar as palmeiras doentes da cidade da Figueira da Foz e combater a lagarta-do-pinheiro com produtos homeopáticos.

 

“A homeopatia pode ser utilizada em qualquer ser vivo”. Quem o afirma é a homeopata Emília Cardoso, brasileira, com residência na Figueira da Foz. Aquele tipo de terapia, de resto, está a ser utilizado numa quinta de vinho, no Douro, através de um composto elaborado pela homeopata, com a colaboração da filha, Patrícia Saldanha, licenciada em biologia.

Entretanto, Patrícia Saldanha propôs à Câmara da Figueira da Foz a mesma solução para as palmeiras doentes da cidade, afetadas pela praga do escaravelho-vermelho, e para os pinheiros infestados pela lagarta-do-pinheiro.

A autarquia já adjudicou o tratamento para as palmeiras e está a injetar um produto nos pinheiros. Entretanto, a bióloga vai ser recebida pelo vereador Carlos Tenreiro. “Se pudermos utilizar produtores amigos do ambiente, melhor”, defendeu o autarca ao DIÁRIO AS BEIRAS.

Informação completa na edição impressa

2 Comments

  1. Camarelli says:

    Autarcas a estoirar o erário público com vendedoras da banha da cobra e a dar-lhes publicidade à pala. Que tal essa Emília Cardoso tentar demonstrar primeiro que a sua mezinha funciona e a Patrícia Saldanha ganhar alguma vergonha por manchar a sua licenciatura em biologia com a associação à pseudociência chamada homeopatia?

    • José Ernesto says:

      sem se ver os resultados não se pode afirmar se se trata de banha da cobra ou não, a seu tempo iremos ver se se a dita senhora terá razão ou não passe de mais trapalhona e aí sim, aplicar a sentença e o respectivo correctivo à mesma e a quem que lhe deu crédito…se vencer , estará de parabéns e que seja recompensada pelo seu mérito, se for o contrário, ficará desmascarada porque não será pessoa credível…mas sim mais uma possível vigarista a juntar ao já grande rol dos que existem neste país.Aguardemos e não façamos juízos precipitados.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.