“Queremos trabalhar com os pés assentes no chão”

Posted by

Foto: DR

 

 

p&r DIÁRIO AS BEIRAS/FOZ DO MONDEGO RÁDIO/FIGUEIRA TV

 

“Queremos trabalhar com os pés assentes no chão”

 

José Gouveia, presidente da Associação do Carnaval de Buarcos/Figueira da Foz, apesar do mau tempo ter afastado pessoas, faz balanço positivo dos corsos.

 

Que balanço faz do Carnaval?

Acho que temos um balanço positivo. Tivemos menos público, devido ao mau tempo. A nível de grupos e escolas de samba, penso que se apresentaram muito melhor do que no ano passado. A nível de carros, também houve uma mais-valia, porque houve mais um.

 

Deu prejuízo?

Ainda estamos no balanço final, mas, se não deu prejuízo, andará perto.

 

Em que dia teve menos gente?

Na terça-feira. Também havia um Carnaval perto, na Mealhada.

 

 

Os reis locais vão continuar a ser eleitos?

Penso que sim. Queremos trabalhar com os pés assentes no chão e ir um bocado à tradição. Preferimos ter uma figura pública, dentro dos nossos patamares [financeiros] e um rei ou uma rainha da terra, mas nunca cair em loucuras, como já se caiu, nesta terra.

 

Informação completa na edição impressa

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.