Cumprir o sonho do menino João Pedro

Posted by

Foto Arquivo Sport Lisboa e Benfica

Há duas datas na vida da família do João Pedro que ninguém vai esquecer: 15 de outubro de 2017 e 3 de fevereiro de 2018.

A primeira deixou um rasto de destruição na sua aldeia, Barril do Alva, e num conjunto de outras localidades de concelhos do distrito de Coimbra.

O fogo que ceifou vidas, deixou marcas irreparáveis e que fez com que ali nunca mais nada seja igual, deu a conhecer um menino de sete anos: o João Pedro viu as chamas a chegar a sua casa e na hora de deixar tudo para trás e salvar-se não abdicou de garantir que o seu avô também seria salvo.

As chamas devoraram tudo. A única coisa que se salvou foi a casa, embora as portas e janelas tenham ficado queimadas e derretidas.

O carro, a mota, um atrelado, várias colmeias, um pequeno lagar onde fazia o vinho caseiro, ficou tudo destruído.

Ficaram as vidas de cada um e uma prova de amor de um neto por um avô que ninguém consegue esquecer ou ficar indiferente. Todo o terreno em volta da casa estava a ser dizimado pelas chamas e não havia outra solução senão sair dali.

O João Pedro só saía levando o avô, caso contrário preferia morrer com ele.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.