Ordem quer saber se houve transporte de material contaminado

Posted by

DB/LUÍS CARREGÃ

A Ordem dos Médicos pediu a intervenção “urgente” da Inspeção-Geral das Atividades em Saúde para averiguar o alegado transporte de material contaminado, em serviço de táxi, por “imobilização forçada” de meios de transporte próprios.

O “alegado transporte de material contaminado” terá sido feito, na região Centro, “em serviço de táxi, na sequência da imobilização forçada da frota da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) por falta de seguro automóvel”, afirma a Secção Regional do Centro da Ordem.

O eventual transporte de material contaminado “tem de ser devidamente investigado, para que não restem dúvidas sobre esta circunstância”, sustenta a Ordem, considerando que, a verificar-se, a situação “seria de uma enorme gravidade”.

Notícia completa na edição impressa de hoje

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.