Opinião: Patrocínios? quem? eu?

Posted by

As empresas e instituições são assediadas muitas vezes por pedidos de patrocínio. Do pequeno evento desportivo, à grande realização musical, há pedidos para tudo e mais alguma coisa.

Analisar um pedido de patrocínio, decidir sobre a sua adequação é uma tarefa para um profissional da área, já que é um tipo específico de Comunicação Below The Line*

Dos muitos itens a analisar destaco as principais questões que devem ser respondidas:

Existe alinhamento do patrocínio com as prioridades estratégicas da sua empresa?

O promotor é organizador regular de eventos, tem boa reputação, costuma contribuir para atingir os objectivos dos patrocinadores ? Existe curva de experiência? Anteriores patrocinadores ficaram satisfeitos?

Os valores e blocos de contrapartidas são razoáveis para o seu orçamento de Comunicação? É oferecida exclusividade dentro da área de actividade da empresa?

A audiência está claramente definida? Existem oportunidades para realizar “operações de charme” aos melhores clientes?

Existe oportunidade de cumprir, pelo Patrocínio, objectivos de marketing específicos? Há boa exposição mediática ?

Existe oportunidade de aprofundamento de relações com os públicos prioritários definidos na estratégia? A proposta oferece ao patrocinador a hipótese de conseguir novos clientes?

Parecem demasiadas perguntas?

Não são.

Muitos patrocínios são decididos nas organizações por motivos pouco racionais, fora do âmbito da gestão, sem que o marketing e a Comunicação sejam chamados a colaborar. Mas se o patrocínio for encarado como aquilo que verdadeiramente é – uma oportunidade de comunicar – a atenção e a seriedade com que deve ser encarado é igual ao cuidado com que decide investimento em publicidade, ou se estará presente numa feira da especialidade com um stand de construção própria ou um simples corner.

Ou então faça este simples exercício:

Que benefícios reais retirou a sua organização do último patrocínio? Valeu a pena o investimento?

* O Below The Line é uma tipificação, já em desuso, que separa as técnicas como o mkt directo, os eventos, o patrocínio e mecenato – que são Comunicação Dirigida – do Above the Line, a Comunicação de Massas como a publicidade em televisão, imprensa, rádio ou outdoor.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.